Tuesday, December 13, 2011

Porto Alegre - Primavera\Lisboa - Outono 2011


"... em Porto Alegre, o Sol está mal colocado, sempre nos ofusca a visão, como o reflexo de um espelho!"
Iberê Camargo, Gaveta dos Guardados
"... tomamos o Bentyl e eu tava viajando na região das boutiques chiques da Independência, perto da Avenida Mostardeiro..." 
"a nossa conexão é outra, adoramos aquela ladeira... subimos e descemos sem parar, com aquela ventania, um sem saber do outro."
Júpiter Maçã, A Odisséia
"Je me dirigeai en compagnie de Jules, qui lui état à la recherche de babioles pour ses enfants, vers la seconde église que j'avais repérée... l'église de Saint-Roc, dont je parcourus un à un les autels, jusqu'à ce que le bedeau, qui éteignait derrière moi leurs illuminations, me chassait de l'église."
Hervé Guibert
"Living in New York City gives people real incentives to want things that nobody else wants, to want all the leftover things."
Andy Warhol
************************************************************

Pictures of trees were taken mostly in parks (Parque Moinhos de Vento & Parque Farroupilha). Pictures of buildings were tanken mostly in down town.
Pictures of buildings and street art were taken mostly in Odivelas, Alfama, Chiado and Bairro Alto; they were taken also near the Mosteiro dos Jerônimos, the Museu de Arte Antiga, Cais do Sodré and Museu do Azulejo. There are a few pictures from Setúbal. 
I thank Maria Estela Guedes for letting me stay at her apartment in Odivelas (for the sencond time), and also Ana Luisa Janeira, whith whom I walked through Alfama and other places. 
Places interesting to go in Lisbon are also the Igreja de São Roque (and its museum), and Fundação Calouste Gulbenkian. There is a good bookstore inside the building of the Biblioteca Nacional. Fnac Chiado is a good place to buy books and Dvds.
I used to go to the cinema at El Corte Inglés. Lisbon has some nice municipal swimming pools. While there, I used to swim at the Piscina Municipal do Rego.
****The pictures were actually all delated because the layout shows madly in other devices such as tablets and mobiles. If you want to see some of the pictures referred above, you might find some on my portfolio here.

Tuesday, April 05, 2011

A vitória de Bellocchio


"That's the way I felt in Mussolini Stadiu. Like a bug."
The Philosophy of Andy Warhol

Dos grandes e velhos diretores italianos — Antonioni, Fellini, Pasolini, Rossellini, Visconti — Marco Bellocchio é o mais intenso e ambiguo. Desde I pugni in tasca (1965), expõe as contradições de toda a suposta boa intenção política, quando passa do discurso à ação. Outro exemplo recente é Buongiorno notte (2003).

Mas Vincere é mais ousado em termos de imagem e som: contrastes de luz e sombra, sussurros e explosões, utilizados para criar uma atmosfera de intimidade, o suspense de antes do sono. Mussolini, fascinante e sedutor, não apenas às mulheres, aos pequenos burgueses e às massas, mas também a artistas e intelectuais (o exemplo mais célebre nesse sentido, além do movimento de vanguarda futurista, é o caso de Ezra Pound).

Em Porto Alegre, numa sala de cinema lotada, foi possível sentir fisicamente o constrangimento do público, quando, no final da sessão, o título “Vincere” era exibido novamente na tela. Ninguém mais é fascista, mas sempre se quer “ganhar” alguma coisa, nem que seja o valor pago pelo ingresso, restituído em alguma forma de mensagem edificante. Projetando no “vincere” a terça maior do “passione” que vêe na TV,  sairam desabalados com o trítono.